DRM Software Radio Forums  

Go Back   DRM Software Radio Forums > DRM Software Radio - User Forums > General Topics
User Name
Password
FAQ Members List Calendar Search Today's Posts Mark Forums Read

Reply
 
Thread Tools Search this Thread Display Modes
Old 11-06-2008, 19:25   #1
PP5AZF-Ataliba
Registered User
 
Join Date: Nov 2007
Location: São José-SC-Brazil (GG52QK) - 27.34S 48.37W
Posts: 657
DRM in Brazil

Gostaria que este "Thread" fosse utilizado para disponibilizar informações a respeito de futuras transmissões DRM originadas no Brasil e também fora dele mas que os sinais estejam sendo recebidas dentro de nosso país.

Translation portuguese-english: "Google"
I would like this "Thread" was used to provide information about future DRM transmissions originated in Brazil and also outside it but that the signals are being received within our country.
__________________
Plataforma Brasileira do Digital Radio Mondiale
www.drm-brasil.org

ABRADIG - Associação Brasileira de Radio Digital
www.abradig.org.br

Amostras de áudio de algumas rádios DRM:
www.zandomenego.com/ataliba/drm

Youtube channel:
www.youtube.com/atalibazf
PP5AZF-Ataliba is offline   Reply With Quote
Old 11-06-2008, 20:05   #2
PP5AZF-Ataliba
Registered User
 
Join Date: Nov 2007
Location: São José-SC-Brazil (GG52QK) - 27.34S 48.37W
Posts: 657
Thumbs down Lack of incentive to DRM in Brazil

Talvez seja falta de interesse das rádios brasileiras ou do consórcio DRM em marketing, mas não existe nenhuma rádio transmitindo DRM em nosso país.
Para piorar a situação, a ABERT (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão) está apoiando por completo aos testes com o sistema norte-americano HDRádio tanto em ondas médias (medium wave) como também em FM (87-108 Mhz). Eles justificam os testes naquele sistema, afirmando que no sistema DRM não existem receptores no mercado, não transmite em simulcast e nem FM. Absurdo! estas afirmações não são verdadeiras. Existem vários modelos de receptores DRM, transmite simulcast e agora também DRM+. O sistema HDRádio ocupa maior largura de banda por canal que o DRM (ondas médias e ondas curtas) ou DRM+ (FM), causa mais interferência nos canais adjacentes.
Neste mês de junho estão sendo finalizados os testes em HDRádio e serão gerados os relatórios finais. Informações indicam que foram satisfatórios os resultados mas, e os testes com DRM no Brasil???? Foi feito apenas um único teste na Rádio Nacional de Brasília em 980 khz AM Simulcast com 970/990 khz DRM no final do ano passado e nada mais. A quem interessa este tipo de situação???

Translation portuguese - english: "Google"

Maybe lack of interest of Brazilian radio or the DRM consortium in marketing, but there is no DRM radio broadcasting in our country.
To worsen the situation, the ABERT (Issuing Brazilian Association of Radio and Television) is supported by complete the tests with the Americans in both HDRádio Medium Wave as well as FM (87-108 MHz). They justify the tests on that system, saying that no DRM system in the receivers on the market, not forward and not simulcast on FM. Absurd! statements are not true. There are various models of DRM receivers, and now also transmits simulcast DRM +. The system occupies HDRádio greater width of banda per channel that the DRM (medium wave and short wave) or DRM + (FM), cause more interference in adjacent channels.
In this month of June are being finalized in HDRádio testing and final reports will be generated. Information indicates that the results were satisfactory but, and tests with DRM in Brazil? It was done only one test in the National Radio of Brasilia, 980 khz AM simulcast with 970/990 khz DRM at the end of last year and nothing more. Who cares that kind of situation?
__________________
Plataforma Brasileira do Digital Radio Mondiale
www.drm-brasil.org

ABRADIG - Associação Brasileira de Radio Digital
www.abradig.org.br

Amostras de áudio de algumas rádios DRM:
www.zandomenego.com/ataliba/drm

Youtube channel:
www.youtube.com/atalibazf

Last edited by PP5AZF-Ataliba : 11-06-2008 at 20:29.
PP5AZF-Ataliba is offline   Reply With Quote
Old 11-06-2008, 21:09   #3
Brendan1
Registered User
 
Brendan1's Avatar
 
Join Date: Jun 2006
Location: Bisbee, Arizona, USA
Posts: 6,488
Google-Portuguese translation:

Penso que algumas pressões comerciais maio, levaram à conclusão de que o HD Radio é melhor. O digital sidebands são muito barulhentas e bloquear vias adjacentes, e fracos estações não podem ser ouvidas. Não é um sistema muito bom, devo dizer! A tecnologia HD fabricante, Ibiquity, colocar uma grande pressão sobre a FCC aqui os E.U. a adoptar no seu sistema, como a única tecnologia de rádio digital a ser autorizada aqui. Política, não engenharia, venceu esta luta, infelizmente.

I think that some commercial pressure may have led to the conclusion that HD Radio is better. The digital sidebands are quite noisy and block adjacent channels, and weak stations cannot be heard. Not a very good system I must say! The HD technology manufacturer, Ibiquity, put great pressure on the FCC here in the U.S. to adopt their system as the only digital radio technology to be authorized here. Politics, not engineering, won this fight unfortunately.
__________________
73

Brendan WA7HL
Bisbee AZ
31-27N 109-45W / DM51ck
RX320D using KB7GF's 36"/106cm external loop
Brendan1 is offline   Reply With Quote
Old 12-06-2008, 00:49   #4
PP5AZF-Ataliba
Registered User
 
Join Date: Nov 2007
Location: São José-SC-Brazil (GG52QK) - 27.34S 48.37W
Posts: 657
RX DRM in Brasil

Abaixo, algumas rádios DRM em ondas curtas que o sinal chegou ao sul do Brasil e que foram captadas pelo meu sistema receptor. Algumas destas emissoras que tinham o SNR muito baixo não foi possível decodificar o audio:

Translation portuguese - english "Google"
Below, some DRM on short wave radios that the signal arrived in southern Brazil and which were captured by my system receiver. Some of these broadcasters who had the very low SNR unable to decode the audio:

CVC - Chile 17.640/17.860 Khz
TDP Canada - 9790 Khz
BBC - Norway - 5.875/6.195/7.440 Khz
MOI - Kwait - 9.880 khz
RNW - Norte da Am do Sul - 17.605/17.700 Khz
RTL - Luxemburg - 5.990 Khz
BOUQUET - 13.645 Khz
HCJB - Equador - 11.795 Khz
RNZI - New Zeland - 9.890 Khz
BR-B5AKT - Germany - 6.085 Khz
TDF - 17.840 Khz
TDF-RFO - Guyane - 9.405/17.875 Khz
DW - Russia - 3.995/6.130/7.170/9.435/15.725 Khz
__________________
Plataforma Brasileira do Digital Radio Mondiale
www.drm-brasil.org

ABRADIG - Associação Brasileira de Radio Digital
www.abradig.org.br

Amostras de áudio de algumas rádios DRM:
www.zandomenego.com/ataliba/drm

Youtube channel:
www.youtube.com/atalibazf

Last edited by PP5AZF-Ataliba : 12-06-2008 at 13:48.
PP5AZF-Ataliba is offline   Reply With Quote
Old 12-06-2008, 01:58   #5
PP5AZF-Ataliba
Registered User
 
Join Date: Nov 2007
Location: São José-SC-Brazil (GG52QK) - 27.34S 48.37W
Posts: 657
Receivers for digital radios

Interessante! se o Brasil adotar o sistema HDRadio para ondas médias e FM mesmo assim será o DRM para as ondas curtas. Não existe outro sistema digital para esta faixa de rádio. Então, teremos no Brasil, receptores com os dois modos HDRadio e DRM no mesmo equipamento?
Estes receptores poderiam ser SDR´s (rádio definido por software) capazes de aceitar desde 100 khz até 300.000 khz com todos os modos de decodificação existentes no momento no planeta e novos outros que venham a surgir. Poderiam funcionar com sistemas operacionais do tipo Linux ou Windows. Mas como atualizar os receptores? Simplesmente atualizando o software existente dentro das memórias flash no receptor, o mesmo que fazemos hoje com nossos computadores. Estas atualizações poderiam ser feitas através do próprio sistema de rádio digital. O hardware já estará preparado para qualquer modo de recepção e não necessitará de atualizações por um longo período. Exemplos: http://ewpereira.info/SDRZero/; http://www.sdrtec.com/

Translation from portuguese to english: Google

Interesting! if Brazil HDRadio adopt the system for medium wave and FM will be the same as DRM for short wave. There is another system for this range of digital radio. Then we will have in Brazil, receivers with the two modes HDRadio DRM and the same equipment?
These receivers could be SDR's (radio defined by software) able to accept from 100 khz up to 300,000 khz with all modes of decoding in existence when the new planet and others that arise. They could work with operating systems of the type Linux or Windows. But how to update the receivers? Simply upgrading the existing software within the flash memories in the recipient, the same as we do today with our computers. These updates could be made through the very system of digital radio. The hardware is already prepared for any mode of delivery and does not need updates for a long period.
Exemples: http://ewpereira.info/SDRZero/; http://www.sdrtec.com/
__________________
Plataforma Brasileira do Digital Radio Mondiale
www.drm-brasil.org

ABRADIG - Associação Brasileira de Radio Digital
www.abradig.org.br

Amostras de áudio de algumas rádios DRM:
www.zandomenego.com/ataliba/drm

Youtube channel:
www.youtube.com/atalibazf

Last edited by PP5AZF-Ataliba : 12-06-2008 at 14:14.
PP5AZF-Ataliba is offline   Reply With Quote
Old 12-06-2008, 14:29   #6
PP5AZF-Ataliba
Registered User
 
Join Date: Nov 2007
Location: São José-SC-Brazil (GG52QK) - 27.34S 48.37W
Posts: 657
Isenção de impostos - Exemption from taxes

O governo brasileiro isentou de impostos até o final de 2008 a importação de equipamentos para transmissão e testes de recepção de rádios digitais nos modos HDRadio e DRM nas faixas de ondas médias e FM. Mas porque não isentou também para ondas curtas? sabemos que em ondas curtas só existe o DRM. Na minha opinião o governo está apoiando diretamente a Ibiquity.

Assim está o texto original:


CONSELHO DE GOVERNO
CÂMARA DE COMÉRCIO EXTERIOR

RESOLUÇÃO No- 11, DE 20 DE MARÇO DE 2008
O PRESIDENTE DO CONSELHO DE MINISTROS DA CÂMARA DE COMÉRCIO EXTERIOR, no exercício da atribuição
que lhe confere o § 3o do art. 5o do Decreto no 4.732, de 10 de junho de 2003, tendo em vista o disposto no inciso XIV do art. 2o do mesmo
diploma legal e considerando as Decisões nos 33/03, 34/03, 39/05, 40/05, 13/06 e 27/06, do Conselho do Mercado Comum (CMC), do
MERCOSUL, e os Decretos no 5.078, de 11 de maio de 2004, e no 5.901, de 20 de setembro de 2006,
RESOLVE, ad referendum do Conselho:
Art. 1o Ficam alteradas para 0% (zero por cento), até 31 de dezembro de 2008, as alíquotas ad valorem do Imposto de Importação
incidente sobre os seguintes Bens de Capital e Bens de Informática e Telecomunicações, na condição de Ex-tarifários especiais:

8543.20.00 (BK)
Ex 009 - Equipamentos excitadores geradores de sinais de rádio digital em qualquer formato para transmissão nas faixas de ondas médias (535 a 1.620kHz)² e/ou de freqüência modulada (88 a 108MHz), com saída de sinais de RF modulados nos formatos de rádio digital, saídas analógicas compatíveis com as transmissões digitais, e entrada de áudio digital em formato AES3

9030.89.90 (BIT)
Ex 014 - Equipamentos para monitoração de áudio de dados digitais, transmitidos pelo sistema IBOC (In Band On Channel) nas faixas de 530 a 1.700kHz² para ondas médias e 88 a 108MHz para FM com indicação de nível de RF e medição simultânea de níveis de áudio demodulado, canais esquerdo e direito, dos formatos de transmissão analógicos (AM e FM) e digitais, formato (IBOC¹ ou DRM)

9030.89.90 (BIT)
Ex 015 - Equipamentos de medidas de sinais de RF para avaliação de níveis de sinais de RF nas faixas de 530 a 1.600kHz² e/ou 88 a 108MHz, com medição de níveis de RF dos parâmetros do sistema de transmissão de rádio digital (QI, DAAI, SNR, SIS, MPS & SPS)



Translation portuguese - english: Google

The Brazilian government exempted from taxes by the end of 2008 the import of equipment for testing of transmission and reception of digital radio HDRadio in modes and tracks of DRM on FM and medium wave. But why not also exempted for short wave? we know that in the short wave exists only DRM. I think the government is directly supporting the Ibiquity.
__________________
Plataforma Brasileira do Digital Radio Mondiale
www.drm-brasil.org

ABRADIG - Associação Brasileira de Radio Digital
www.abradig.org.br

Amostras de áudio de algumas rádios DRM:
www.zandomenego.com/ataliba/drm

Youtube channel:
www.youtube.com/atalibazf

Last edited by PP5AZF-Ataliba : 12-06-2008 at 14:55.
PP5AZF-Ataliba is offline   Reply With Quote
Old 12-06-2008, 14:44   #7
PP5AZF-Ataliba
Registered User
 
Join Date: Nov 2007
Location: São José-SC-Brazil (GG52QK) - 27.34S 48.37W
Posts: 657
Brazil "dimensão continental" - Brazil "continental dimension"

Meu país tem dimensões continentais, ocupando praticamente a metade da América do Sul. Somente meu Estado, Santa Catarina, tem as mesmas dimensões da Itália (de onde surgiu minha família ). Só em telefones celulares já são mais de 130 milhões de ativações. Mas com uma área tão grande, como chegar ao interior deste País? Ondas Curtas é uma das melhores soluções e de preferência digital: DRM.

Translation portuguese - english: "Google"

My country has continental dimensions, occupying almost half the South America. Only my state, Santa Catarina, has the same dimensions of Italy (where my family came up: D). Only in mobile phones are already more than 130 million of activation. But with an area as large as talking to the interior of this country? Short Wave is one of the best solutions and preferably digital: DRM.: D
__________________
Plataforma Brasileira do Digital Radio Mondiale
www.drm-brasil.org

ABRADIG - Associação Brasileira de Radio Digital
www.abradig.org.br

Amostras de áudio de algumas rádios DRM:
www.zandomenego.com/ataliba/drm

Youtube channel:
www.youtube.com/atalibazf

Last edited by PP5AZF-Ataliba : 17-06-2008 at 18:33.
PP5AZF-Ataliba is offline   Reply With Quote
Old 06-10-2008, 16:08   #8
Brendan1
Registered User
 
Brendan1's Avatar
 
Join Date: Jun 2006
Location: Bisbee, Arizona, USA
Posts: 6,488
Ataliba --

Obrigado por nos manter atualizados sobre rádio digital no Brasil. Tenho vindo a acompanhar as suas postagens com o Google Ferramentas de Idiomas.

A minha experiência aqui no E.U.A. com IBOC tem sido ruim. Quando ele utilizado como um híbrido analógico / digital no sistema que gera ondas médias grave ingerência 10 quilohertz lateral em cada lado da transportadora (analógica) frequência. Se um ouvinte está a tentar ouvir a outra estação distante em que freqüência ele se torna impossível a escutar e, assim, problemas de interferências têm aumentado, como resultado do uso IBOC.

Em FM, IBOC parece estar funcionando bem como um híbrido. O método de transmissão diferente faz um trabalho eficaz de bloquear a interferência. Eu não tenho um rádio capaz de IBOC, portanto não posso confirmar a recepção FM digital de sinais.

Uma coisa importante a saber é que não existem todas as estações digitais permitiu-nos E.U.A. ainda. Todas as transmissões digitais em ondas médias ou FM deve ser IBOC híbridos, e não há horário ainda conhecidos para completar a conversão para a transmissão digital. Uma consequência da vaga antecipada médio foi de que o nosso teste exigido pela FCC Ibiquity IBOC o sistema funcione a 1 / 100 do analógico saída de potência do transmissor. Plenos poderes digital sidebands estavam ouvindo um pesadelo e realmente provou a diminuição da qualidade do sinal analógico. Esta redução foi feito para minimizar a interferência do sinal distante, mas também por ter restringido o alcance efetivo do serviço digital somente para áreas urbanas, especialmente em FM. Mídia digital onda estações têm um serviço que não é muito melhor, geralmente abrangendo apenas as zonas urbanas, eles estão muito mais próximas.

IBOC rádios não são facilmente adquiridos aqui, não obstante o facto de Ibiquity é o único padrão digital permitido até agora. Tem havido pouco interesse pela maioria dos consumidores / ouvintes a pagar preços mais altos para uma rádio que oferece pouca vantagem em relação analógica. Até agora os radiodifusores que têm adoptado IBOC ter gasto muito dinheiro para pouco retorno.

Interesses comerciais (Ibiquity e os organismos de radiodifusão) que são feitos apenas que a FCC aprova padrão para rádio digital, e do outro requisito para permitir que continuou recepção analógica tem servido para manter a conversão digital é tão lento quanto a não acontecer. Apenas all-transmissões digitais com um prazo para a conversão irá funcionar, independentemente de qual sistema é realmente utilizada. Pessoalmente, estou esperançado que a DRM eo DRM será permitida, também, de forma que não uma empresa comercial lucros. Receptor chips estão sendo feitos agora para permitir que todas as normas digital a ser recebido da mesma forma, tão único sistema de compatibilidade não é necessário.

Favor nos manter informados, e agradecer-lhe o seu esforço!

73!
__________________
73

Brendan WA7HL
Bisbee AZ
31-27N 109-45W / DM51ck
RX320D using KB7GF's 36"/106cm external loop
Brendan1 is offline   Reply With Quote
Old 15-10-2008, 19:13   #9
PP5AZF-Ataliba
Registered User
 
Join Date: Nov 2007
Location: São José-SC-Brazil (GG52QK) - 27.34S 48.37W
Posts: 657
Japão garante receptores digitais HDRadio da Ibiquity para o Brasil

Novamente a ABERT deixa claro que só quer o HDRadio para as rádios digitais do Brasil.
Pergunto: porque os japoneses não fabricam receptores digitais com todas as tecnologias existentes DAB, DRM, HDRadio, AM, FM em um único equipamento ao invés de fabricar somente HDRAdio para a Ibiquity?

15-Outubro-2008

1ª Edição - Japoneses garantem receptores para rádio digital no Brasil

AD News - Mídia - Rádio Digital

14/10/08

Tão logo o Ministério das Comunicações defina a escolha do padrão para a implantação do rádio digital no Brasil, as empresas japonesas, fabricantes dos receptores, garantiram a comercialização dos aparelhos em poucos meses. A notícia foi dada pelo presidente da Associação das Emissoras de Rádio e TV de São Paulo (AESP), Edilberto de Paula Ribeiro, que esteve na semana passada em viagem ao Japão, onde visitou as principais empresas fabricantes dos receptores digitais nas cidades de Tóquio, Osaka e Hamamatsu.
O presidente viajou acompanhado do diretor presidente da Ibiquity (detentora do padrão IBOC), Bob Struble, o vice-presidente da Clear Channel Radio, Jeff Littejohn, e o diretor da Disney and ESPN Network, Kevin Plumb. Durante a visita, o presidente da AESP falou sobre os testes do padrão IBOC (In Band on Channel) realizados no Brasil e sobre o cenário atual do rádio brasileiro aos executivos da Yamaha, Sony, Pionner, JVC, Toshiba, Sanyo, Denso, Onkyo e Kenwood.
Segundo Ribeiro, o setor de radiodifusão tem interesse em saber em quanto tempo os aparelhos receptores seriam comercializados no Brasil com a implantação do rádio digital. "Não adianta adotarmos um padrão digital e investir na transmissão, se não tivermos os aparelhos receptores. Por isso, é importante saber dos fabricantes qual o tempo necessário para se produzir ou distribuir os aparelhos no mercado brasileiro", explicou.
De acordo com ele, as empresas japonesas já produzem e distribuem os aparelhos receptores nos Estados Unidos onde estão sendo implantadas mais de 1800 emissoras de rádio com o padrão IBOC. Sendo assim, não haveria problemas em colocar os produtos no mercado brasileiro. A preocupação dos fabricantes seria a de definir se esses aparelhos seriam totalmente produzidos no Brasil ou apenas montados com os kits vindo das matrizes japonesas. A previsão é de que os primeiros aparelhos sejam vendidos ao custo de U$ 100. "Há toda uma questão tributária e de investimentos que será definido pelos fabricantes, mas eles ficaram animados com a possibilidade da comercialização dos aparelhos no mercado brasileiro", completou Ribeiro.
A previsão é de que a montagem dos receptores seja feita em até seis meses. A partir disto as fábricas produziriam os equipamentos no Brasil. No período que antecede a fabricação, os receptores deverão ser importados pelas próprias distribuidoras (filiais no Brasil).

Fonte: http://www.abert.org.br/novosite/cli...cfm?cod=120388
__________________
Plataforma Brasileira do Digital Radio Mondiale
www.drm-brasil.org

ABRADIG - Associação Brasileira de Radio Digital
www.abradig.org.br

Amostras de áudio de algumas rádios DRM:
www.zandomenego.com/ataliba/drm

Youtube channel:
www.youtube.com/atalibazf

Last edited by PP5AZF-Ataliba : 15-10-2008 at 19:18.
PP5AZF-Ataliba is offline   Reply With Quote
Old 03-02-2010, 18:47   #10
drmdab
Registered User
 
drmdab's Avatar
 
Join Date: Dec 2006
Location: Northern Germany
Posts: 677
Sounds interesting, please do keep us up-to-date about what is happening in your country!
__________________
RX: Elad FDM-S1
drmdab is offline   Reply With Quote
Old 27-02-2010, 14:31   #11
PP5AZF-Ataliba
Registered User
 
Join Date: Nov 2007
Location: São José-SC-Brazil (GG52QK) - 27.34S 48.37W
Posts: 657
I need to publish this material below

Dear Ataliba,

Thank you very much for this important information.

One interesting point is that the quality of the signal is never mentioned.

Some other comments are child play:
1- DRM is not a commercial company so we have nothing to sell, Ibiquity is a private commercial company with equity, they need revenues to live and the only way to make them is from sales of their products; nothing is paid to DRM but the patent DRM is using. No DRM fee on top of the patents. Ibiquity does add a fee on top of the patents they use for the reason explain above. This a reality that cannot be discussed. The best proof is that Via licensing is gather the patent owners in DRM, so it is different from DRM, DRM has no access to internal informations, we can influence the pricing, etc. So this is clearly not DRM it is via licensing a subsidary of Dolby (I can tell you I was one a few years ago interested in participating to on of their meeting as TDF (a patent owner) and I was sack away so far I was not the one in charge of patent in TDF)

2- If Ibiquity does not ask for any payment then it means that Ibiquity is subsidizing its product which is forbidden in a "free market" as written by the author of this email.

3- HD is a proprietary system, this is also a reality, this is not a standard as stated by laws. It is a US system, it is not recognized by the ITU nor the ETSI. It is US system accept in the US, It has been validated by US administration for US owners for the US market. It has not been validated by any international body. It is a fact. I shall ask my engineers to go to the web site that is mentioned

4- HD Receivers are available although I have not seen any in Brazil. The one I could see was bought or offered by ibiquity. Again the points are the quality (robustness, flexibility of the signal) and how the technology can improve the conditions of broadcasting in Brazil (SFN, spectrum management, future evolution to DRTV, savings, the new business model associated with DRM, etc). No comment on these points at all. To make a perfect 40 USD receiver in the store from scratch it take less than 1 year and 3 M USD. At the size of the Brazilian market it is not strategic to have a receiver available. In our world or fast development of component, it might be a weakness, the latest on board being the best as usual. Better have an excellent standard. So if delay has to be considered as suggested, the delay to have a 40 USD DRM (AM and FM) receiver will be less than the tile to install the networks. And this is what counts.

5- Of course we can publish all information that we have. We shall not do because we are contributors to the MC process. But I prefer face to face explanations. I am of course at the disposal of anyone or any group that would like to know more about the benefits of DRM for the broadcasters ( I now feel that many are not aware of the benefits of DRM) and also for the listeners. I could see no comment mentioning them ! They are ultimately those concerned.

6- DRM+ is no longer in development we shall have international standards (ETSI and IEC / ITU) by April at the latest. It is an extension of the existing DRM standard.


Thanks again Ataliba and best regards

Michel


>>> ataliba TRT 26/02/10 08:46 >>>
I send a copy of an email I received where the President of iBiquity is
pleading with his nails and teeth HDRadio system. I thought you should
be aware of this material.

***********************************************
Estou enviaando cópia de um email que recebi onde o Presidente da IBIQUITY
está defendendo com suas unhas e dentes o sistema HDRadio. Achei que
você deveria ficar sabendo deste material.


Eng. André Bouças escreveu:
>
> *De:* Assessoria Técnica - ACAERT
> [mailto:assessoriatecnica@acaert.com.br]
> *Enviada em:* quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010 18:51
> *Para:* Eng. André Bouças
> *Assunto:* Fw: Test of Brazil E-mail Blast
>
> ----- Original Message -----
>
> *From:* Lisa Ballesteros
>
> *To:* assessoriatecnica@acaert.com.br
>
>
> *Sent:* Wednesday, February 24, 2010 6:31 PM
>
> *Subject:* Test of Brazil E-mail Blast
>
> Carta aberta aos nossos amigos brasileiros:
>
> Já que a escolha final de um padrão para o rádio digital no Brasil
> está se aproximando, gostaria de aproveitar pessoalmente a
> oportunidade para esclarecer algumas concepções incorretas que vocês
> podem ter ouvido sobre a tecnologia de HD Radio. A iBiquity acredita
> ser importante que qualquer que seja a decisão a ser tomada se baseie
> em informações precisas e verdadeiras.
>
> 1. Não será necessário que os radiodifusores façam pagamentos
> recorrentes de royalty para a iBiquity se a tecnologia de HD Radio for
> adotada no Brasil. O preço de compra dos equipamentos de transmissão
> de HD Radio já inclui todos os royalties da iBiquity para estes
> equipamentos. Os radiodifusores estão autorizados a usar estes
> equipamentos durante toda a sua vida útil. Vários fabricantes estão
> disponibilizando equipamentos - empresas americanas, brasileiras e
> européias- e os preços se estabelecem a partir de uma competição de
> mercado livre.
>
> 2. Todos os sistemas de radiodifusão digital que estão sendo avaliados
> pelo Brasil possuem um custo de royalty. A DRM também inclui uma taxa
> de royalty embutida no preço de seu equipamento. (veja
> http://www.vialicensing.com/licensing/DRM_fees.cfm para maiores
> informações sobre as taxas de licença de DRM).
>
> 3. O sistema de HD Radio possui um padrão aberto e publicado. A
> documentação completa para o sistema está disponível nos Estados
> Unidos através do National Radio Systems Committee, onde é descrito
> pelo padrão NRSC-5-B. Está disponível para consulta na
> http://www.nrscstandards.org/downloa...e=NRSC-5-B.asp.
>
> 4. O sistema de HD Radio é totalmente comercializável e está pronto
> para ser distribuído hoje no Brasil. Existem mais de 100 receptores de
> HD Radio disponíveis a partir de US$49. O DRM oferece muito poucos
> produtos comerciais. A tecnologia DRM+ FM ainda é experimental -
> equipamentos de transmissão comercial e receptores não existem. Se o
> sistema de DRM for escolhido para o Brasil, a implementação de
> serviços digitais será postergada, no melhor dos casos, em alguns anos
> na medida em que os produtos comerciais sejam desenvolvidos e, no pior
> dos casos, será um fracasso devido à natureza experimental do DRM+.
>
> 5. A iBiquity se compromete a licenciar sua tecnologia para todos os
> fabricantes de transmissores e receptores brasileiros sob termos
> justos e não discriminatórios. Todas as empresas terão a possibilidade
> de oferecer produtos de HD Radio.
>
> 6. A iBiquity reconhece a importância do rádio comunitário FM como uma
> parte única e importante do setor de radiodifusão brasileiro. Fizemos
> provisões especiais para garantir que estas emissoras não sejam
> excluídas. A iBiquity está trabalhando com empresas brasileiras no
> desenvolvimento de produtos de transmissão digital que contemplem as
> necessidades especificas deste setor e que sejam viáveis a preços
> acessíveis.
>
> A resposta da iBiquity em 17 de janeiro à chamada do Ministro de
> Comunicações para a consulta pública sobre rádio digital aborda vários
> destes temas em maior detalhamento. Eu lhe convido a ler este
> documento e em seguida decidir por você mesmo sobre a tecnologia de HD
> Radio e a sua capacidade de alcançar as necessidades do Brasil. Este
> material está disponível em:
> http://www.ibiquity.com/mimg/Brasil/...a_ibiquity.pdf
>
> Nossa empresa foi formada por radiodifusores para o desenvolvimento de
> uma tecnologia digital com o objetivo de encaminhar o radio para o
> século 21 e nos sentimos orgulhosos pelo sistema robusto e avançado
> que temos desenvolvido. Nós acreditamos firmemente que obtivemos êxito
> na criação da tecnologia digital mais refinada do mundo. A indústria
> do rádio está sofrendo devido a obsolescência tecnológica e o declínio
> do interesse público e deve adotar passos criteriosos neste momento,
> se quiser sobreviver. Acreditamos ter a resposta e a melhor solução
> para os radiodifusores e os cidadãos brasileiros. Eu sinceramente
> espero que você concorde. Se você tiver quaisquer preocupações ou
> perguntas sobre nossa empresa ou nossa tecnologia, por gentileza
> sinta-se à vontade para me escrever diretamente pelo email
> struble@ibiquity.com.
>
> Abraços a todos,
>
> Robert Struble
>
> Presidente & CEO
>
> iBiquity Digital Corporation
>
> struble@ibiquity.com
>
>
__________________
Plataforma Brasileira do Digital Radio Mondiale
www.drm-brasil.org

ABRADIG - Associação Brasileira de Radio Digital
www.abradig.org.br

Amostras de áudio de algumas rádios DRM:
www.zandomenego.com/ataliba/drm

Youtube channel:
www.youtube.com/atalibazf
PP5AZF-Ataliba is offline   Reply With Quote
Old 01-03-2010, 02:49   #12
PP5AZF-Ataliba
Registered User
 
Join Date: Nov 2007
Location: São José-SC-Brazil (GG52QK) - 27.34S 48.37W
Posts: 657
Thumbs up Tests with DRM (MW and SW) and DRM + (VHF-FM) in Brazil are extraordinary

Tests with DRM (MW and SW) and DRM + (VHF-FM) in Brazil are extraordinary

"Extraordinary" I who am saying, but according to information obtained by telephone Flávio Ferreira Lima from the Ministry of Communications and coordinator of the engineering team to manage the tests with both DRM systems in Brazil, both the DRM in the range OM as DRM + the FM band are showing amazing results, above our expectations.

The fact is that the situation of digital radio trials in Brazil has a 180 degrees this year. Since the beginning of 2010 the DRM is doing tests on Short Wave, Medium Wave and also on VHF (FM) and never had in our country. The tests will continue throughout the month of March. I think these tests in Brazil are currently the most complete tests with existing DRM system in the world.

OM in the range have been tested, and OM IBOC Simulcast with Radio Cultura AM 1200 kHz and 1210 kHz in DRM in Sao Paulo - Fundação Padre Anchieta. NOTE: In the same radio as there were tests HDRadio.
On January 14, 2010 I was personally in Sao Paulo and I had the honor of being together and with the team of engineers in the acceptance tests in the Greater Sao Paulo.
I live over 800 km from Sao Paulo but I have had the opportunity to decode the audio signal of Culture in both DRM 1210 kHz in Simulcast but also in .1.200 kHz digital only.

In the VHF range, tests are being made in the region of Belo Horizonte on 104.5 MHz FM with 1500 watts and 104.4 MHz with DRM + 70Watts. Flávio said that even with this low power level digital signal, the signal is excellent within a radius of 40 km which is much higher than was estimated a radius of only 16 Km
I found this amazing result, fantastic.

By testing the DRM is doing away with some myths that exist here and proved that:
1) works in Simulcast and IBOC;
2) that has full system for Medium Wave, Short Wave and also for VHF (FM);
3) they are doing tests for at least 2 months in Brazil;
4) that the DRM and DRM + is an excellent strength and that meet the needs of coverage of television partners;
5) that has a group of experts able to develop specific solutions for Brazil;


The tests will continue in March with DRM and IBOC Simulcast on the Medium Wave Radio CBN 780 kHz and DRM + on Radio Cultura FM 103.3 Mhz both in Sao Paulo.

Congratulations to all the people who are involved in the tests with the DRM and to choose the best standard for digital radio in Brazil.

São José-SC, 01 March 2010.

Ataliba Zandomênego Filho
Graduating in Electrical Engineering Telematics
Amateur: PP5AZF Range and the Citizen: PX5B8091

************************************************

Original text in portuguese

Testes com DRM (OM e OC) e DRM+ (VHF-FM) no Brasil são extraordinários

“Extraordinários” sou eu quem estou dizendo mas, segundo informações obtidas por telefone com Flávio Ferreira Lima do Ministério das Comunicações e coordenador da equipe de engenheiros que gerenciam os testes com ambos os sistemas DRM no Brasil, tanto o DRM na faixa OM como o DRM+ na faixa FM estão apresentando resultados surpreendentes, acima das espectativas.

O fato é que a situação dos testes de rádio digital no Brasil deu uma guinada de 180 graus este ano. Desde o início de 2010 o DRM está fazendo testes em Ondas Curtas, Ondas Médias e também em VHF (FM) como nunca havia tido em nosso país. Os testes continuarão durante o mês de março. Acho que estes testes no Brasil atualmente sejam os mais completos testes existente com sistema DRM no mundo.

Na faixa OM já foram feitos testes em OM IBOC e Simulcast com a Rádio Cultura AM 1.200 Khz e DRM em 1.210 Khz em São Paulo - Fundação Padre Anchieta. OBS: Nesta mesma rádio já houveram testes com HDRadio.
No dia 14 de janeiro de 2010 eu estive pessoalmente em São Paulo e tive a honra de estar junto e acompanhar a equipe de engenheiros nos testes de recepção na região da grande São Paulo.
Eu moro a mais de 800 Km de São Paulo mas já tive a oportunidade de decodificar o sinal de áudio da Cultura DRM tanto em 1.210 Khz em Simulcast como também em .1.200 Khz somente digital.

Na faixa VHF os testes estão sendo feitos na região de Belo Horizonte em 104,5 Mhz FM com 1.500 Watts e 104,4 Mhz DRM+ com 70Watts. Flávio informou que, mesmo com esta baixa potência no nível de sinal digital, o sinal é excelente num raio de 40 Km que é muito superior a estimativa de era um raio de apenas 16 Km.
Eu achei este resultado impressionante, fantástico.

Com estes testes o DRM está acabando com alguns mitos que existiam por aqui e provou que:
1)funciona em Simulcast e IBOC;
2)que tem sistema para a faixa de Ondas Médias, Ondas Curtas e também para VHF (FM);
3)que está fazendo testes por pelo menos 2 meses no Brasil;
4)que o DRM e DRM+ tem uma robustez excelente e que atendem as necessidades de cobertura das emissoras brasileiras;
5)que tem um grupo de técnicos capazes de desenvolver soluções específicas para o Brasil;


Os testes continuarão em março com DRM Simulcast e IBOC em Ondas Médias na Rádio CBN 780 Khz e DRM+ na Rádio Cultura FM 103,3 Mhz ambas em São Paulo.

Parabéns para todas as pessoas que estão envolvidas nos testes com o DRM e para a escolha do melhor padrão para o rádio digital no Brasil.

São José-SC, 01 de março de 2010.

Ataliba Zandomênego Filho
Graduando em Engenharia Elétrica Telemática
Radioamador: PP5AZF e Faixa do Cidadão: PX5B8091
__________________
Plataforma Brasileira do Digital Radio Mondiale
www.drm-brasil.org

ABRADIG - Associação Brasileira de Radio Digital
www.abradig.org.br

Amostras de áudio de algumas rádios DRM:
www.zandomenego.com/ataliba/drm

Youtube channel:
www.youtube.com/atalibazf

Last edited by PP5AZF-Ataliba : 01-03-2010 at 02:58.
PP5AZF-Ataliba is offline   Reply With Quote
Old 04-03-2010, 04:34   #13
CT4RK
Registered User
 
CT4RK's Avatar
 
Join Date: May 2004
Location: Sines - Portugal
Posts: 150
Boa noite Ataliba
Muito obrigado pelo seu post, e tambem pelo seu empenho na divulgação do DRM no Brasil. Sempre acreditei que a América do Sul, e em especial o Brasil, seriam muito bem servidos com DRM, pois este modo de transmissão, é uma excelente solução para a cobertura de amplas regiões como o Brasil. Disso mesmo fiz eco faz talvez uns dois anos, junto do consorcio, ao mandar vários e-mails para eles, a interrogar porque não olhavam para o Brasil como um alvo potencial do DRM. Felizmente deu tudo certo, e hoje está em campo como voce diz e muito bem, um dos maiores testes de DRM. Falei até na Altura, que com 4 transmissores em SFN, de uns 10 ou 20 Kw, trabalhando em onda curta (situados em alguns lugares como Belem, João Pessoa ou Recife, em alguma cidade em Rondônia, e em santa Catarina), cruzando a direcção das transmissões, era possivel um excelente cobertura do Brasil em DRM. Espero que esse seja o futuro próximo, pois acredito que esse seria mais um passo de gigante na implementação do DRM a nivel mundial

73 de CT4RK

Sines Portugal
__________________
73 from: CT4RK
Carlos
Sines - Portugal
Receiver TENTEC RX320 modified, R&S HEO10 active antenna, DREAM software...And...No more PLC/BPL QRM...Thanks ANACOM!
Save the Radio Spectrum! Eliminate Broadband over Power Line.
CT4RK is offline   Reply With Quote
Old 10-03-2010, 03:06   #14
PP5AZF-Ataliba
Registered User
 
Join Date: Nov 2007
Location: São José-SC-Brazil (GG52QK) - 27.34S 48.37W
Posts: 657
War iBiquity X DRM to be chosen the standard digital radio in Brazil warmed

"Eu gostaria responder aos comentários da carta do Sr. Michel Penneroux:"

John Schneider
iBiquity Digital Corporation

"

É certo, o consórcio de DRM é uma organização não comercial, mas seus membros incluem as companhias comerciais que ganham dinheiro vendendo a tecnologia de DRM. Estes fabricantes de produtos de DRM pagam direitos aos detentores dos patentes de DRM que incluem AT& T, Dolby, telecomunicações de France, Fraunhofer, NEC, Panasonic, Sony e Thomson. Estes custos são passados em torno aos compradores de seus produtos. Mesmo que o DRM, a iBiquity não recebe nenhum pagamento dos radiodifusores, mas tem sim um custo para os fabricantes que usam a tecnologia. Em “um mercado livre”, estes custos são passados eventualmente aos compradores finais, e assim formam parte dos preços de venda dos produtos. Os excitadores de DRM têm preços até US$ 75.000. São apenas computadores operados com software, então obviamente há um custo dentro a este preço para usar sua tecnologia. (Em comparação, um excitador de HD Radio equivalente vende em $30.000).

O Sr. Penneroux já sabe que as tecnologias de HD Radio estiveram aceitos há vários anos pela UTI para as faixas OM e FM. O sistema de HD Radio para OM é incluído na recomendação ITU-R BS.1514-1, adotada em outubro de 2002 onde é classificado como de “o sistema IBOC DSB.” O sistema de HD Radio para FM é parte da recomendação ITU-R BS.1514-1, adotada em outubro de 2002 classificado como de “o sistema digital C.” (Se deve mencionar que a tecnologia de DRM+ FM ainda não esta aprovada pela UIT.)

Não tem receptores de HD Radio agora no Brasil porque as lojas comerciais não tem nenhum interesse em comprar produtos para as tecnologias experimentais que não tem sido aprovado. Não obstante, milhões do receptores de HD Radio já foram vendidos nos E.U., e estes produtos igualmente estão prontos para chegar ao Brasil uma vez que a tecnologia recebe a aprovação do governo. Diversos fabricantes do receptores têm indicado já ao Ministério sua apoio para a tecnologia de HD Radio em Brasil, e sua intenção para fabricar receptores em Brasil uma vez que o padrão seja aprovado. A iBiquity esta pronto para trabalhar em conjunto com os fabricantes brasileiros para desenvolver receptores que atendam ás necessidades únicas do pais.

Obrigado por sua atenção as minhas comentários e observações.

Atenciosamente,

John Schneider
iBiquity Digital Corporation

Postado por John Schneider em 09/03/2010 15:36
"
Fonte: http://www.geek.com.br/posts/10971-m...-radio-digital


Ataliba Zandomenego Filho
Radioamador - PP5AZF / Faixa do Cidadão - PX5B8091
(48) 84227230 - 3346-7230 - 3216-4020 (TRT12)
Graduando em Eng. Elétrica-Telemática - UNISUL
Membro do Fórum DRMRX desde Nov/2007
http://www.drmrx.org/forum/search.php?searchid=20663
Informações, imagens, áudio de rádios digitais DRM em:
http://zandomenego.com/ataliba
__________________
Plataforma Brasileira do Digital Radio Mondiale
www.drm-brasil.org

ABRADIG - Associação Brasileira de Radio Digital
www.abradig.org.br

Amostras de áudio de algumas rádios DRM:
www.zandomenego.com/ataliba/drm

Youtube channel:
www.youtube.com/atalibazf
PP5AZF-Ataliba is offline   Reply With Quote
Old 15-07-2010, 21:17   #15
stef
Registered User
 
stef's Avatar
 
Join Date: Apr 2010
Location: Ottenburg.Belgium
Posts: 118
its nice to see that Te new industrial countries(brazil,india etc)invest in the drm technology and the old industries those hoe build the receivers are looking the other way.
stef is offline   Reply With Quote
Reply


Thread Tools Search this Thread
Search this Thread:

Advanced Search
Display Modes

Posting Rules
You may not post new threads
You may not post replies
You may not post attachments
You may not edit your posts

vB code is On
Smilies are On
[IMG] code is Off
HTML code is On
Forum Jump


All times are GMT. The time now is 04:55.


Powered by vBulletin Version 3.5.3
Copyright ©2000 - 2018, Jelsoft Enterprises Ltd.